segunda-feira, 25 de março de 2013

O mercado aéreo na América do Sul

Depois de fusões e aquisições, o mercado aéreo na América do Sul ganhou dois gigantes: Latam (grupo Lan e grupo Tam) e Avianca-Taca (grupo Avianca e Taca). As duas companhias aéreas dominam mercados nos países sul-americanos. Nesse post, uma análise dos dois grupos e dos mercados nos principais países da América do Sul:
Avianca-Taca Latam
Frota 201 311
Países Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Peru. Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru.
Destinos 80 101
Passageiros transportados 23 milhões 64 milhões

(Assentos oferecidos)
Argentina:
O mercado argentino é dominado pela companhia aérea estatal e tradicional Aerolineas Argentinas (com 37% do mercado). Em segundo lugar vem a Lan Argentina - subsidiária da Lan e parte do grupo Latam. Há especulações de que o governo argentino está dificultando a expansão da Lan Argentina em favor da Aerolineas. As companhias brasileiras têm forte presença na Argentina: a Tam (parte da Latam) possui 5% do mercado e a Gol 7%.




(Passageiros transportados)



Brasil:
O mercado brasileiro é de longe o maior da América do Sul. Ele é dominado pela Tam (parte da Latam) com 36% e pela Gol com 33%. Uma força de menor porte é a Azul-Trip, fusão realizada recentemente. Porém a companhia opera apenas voos nacionais por enquanto. A Avianca "Brasil" não faz parte oficialmente do grupo Avianca-Taca, mas é do mesmo dono e, apesar da rápida expansão nos últimos anos, ainda tem pouco mercado (apenas 3% em 2010). Dentre as companhias estrangeiras, o grupo Lan tem 1%, a American Airlines (maior transportadora entre Brasil e EUA) tem 1% e a Tap 2% (maior transportadora entre Brasil e Europa).

(Passageiros transportados)



Chile:
O mercado chileno é dominado pela Lan Airlines (com 69%). A segunda maior companhia chilena é a Sky Airlines, com 13%. A Tam (parte da Latam) é a maior companhia estrangeira, com 3% do mercado. Outras companhias estrangeiras importantes são a Copa, American Airlines, Iberia e a Avianca-Taca.






Colômbia:
A Colômbia é a principal base da Avianca-Taca e a Avianca domina 55% do mercado. Agora a principal concorrente da Avianca é a Lan Colombia - subsidiária da Lan e parte da Latam. A Lan Colombia detêm 15% do mercado e está incorporando novas aeronaves, se consolidando como segunda maior. A Copa também tem uma filial na Colômbia e detêm 6% do mercado. Apesar de ter apenas 3% do mercado, a VivaColombia tem incomodado as concorrentes com tarifas muito baixas.


Equador:
A líder no Equador é a estatal TAME (com 33%), mas logo em segundo lugar está a Lan Ecuador - subsidiária da Lan e parte da Latam - com 30%. A Avianca-Taca também tem uma participação expressiva com a subsidiária AeroGal - 21%.








Paraguai:
O mercado do Paraguai é dominado pela Tam Airlines (parte da Latam), com 65% de participação. Outras companhias importantes são a Copa, Aerolineas Argentinas, Gol e Taca (parte do grupo Avianca-Taca).








Peru:
A maior companhia do Peru é a Lan Peru - subsidiária da Lan e parte da Latam. A companhia detêm 53% do mercado e está bem a frente da sua principal concorrente, a Taca (do grupo Avianca-Taca) com 19%.







Uruguai:
O mercado uruguaio costumava ser dominado pela Pluna, que detinha 54% de participação em 2011. Mas a companhia faliu em julho de 2012. A segunda maior companhia aérea uruguaia (e agora a maior) é a BQB, mas em 2011 ela tinha uma participação insignificante. Outras companhias importantes no mercado uruguaio são a Tam, Gol, Lan, Iberia e Aerolineas Argentinas. Juntas, a Lan e a Tam (do grupo Latam), detinham cerca de 15% do mercado uruguaio.

Venezuela:
O mercado doméstico venezuelano é disputado pela Aserca, Aeropostal, Conviasa, Rutaca e Ravsa. Sendo que a Aserca era a maior em 2010 com 32%. Porém a Conviasa é do governo e vem se expandindo nos últimos anos. Já o mercado internacional é bem pulverizado, sendo que a American Airlines é a líder com 17%, seguida pela SBA Airlines com 14% e Copa com 11%.


Atualização: 05/04/2013

Bolívia
Após o fim da Aerosur, o mercado doméstico boliviano ficou sendo dominado pela BOA - companhia aérea estatal. Já o mercado internacional está mais pulverizado e a BOA representa 13%, atrás do grupo Latam e Avianca-Taca.
quinta-feira, 14 de março de 2013

Swiss irá operar o Boeing 777-300ER

O grupo Lufthansa acaba de fazer novas encomendas para renovar e ampliar a frota. Serão 35 Airbus A320neo, 35 A321neo e 30 A320 com Sharklets, além de dois Airbus A380. Com essa encomenda, o grupo Lufthansa se torna o maior operador de aeronaves Airbus de toda Europa com 385 unidades em serviço e 532 encomendados. Mas a grande novidade foi a encomenda de seis Boeing 777-300ER para serem operados pela Swiss. A companhia já havia informado que procurava uma aeronave maior para substituir o A340-300. Até agora, a frota da Swiss estava padronizada somente com aeronaves Airbus e a Lufthansa não opera aeronaves Boeing 777. A única companhia do grupo a operar os 777 é a Austrian, que já estava operando a aeronave antes de ser comprada pela Lufthansa. O Boeing 777 da Swiss deverá operar para Los Angeles, São Francisco, Bangkok, Hong Kong, Singapura, Shanghai, Pequim, Johanesburgo e São Paulo.
Além dos 777, a Swiss também irá 30 Bombardier CS-100 para substituir os Avro RJ-100. E a companhia já começou a receber aeronaves Airbus A320 equipadas com Sharklets.

quinta-feira, 7 de março de 2013

LaTam decide que Tam irá para OneWorld

A Latam, controladora do grupo Lan e grupo Tam, decidiu hoje que a Tam fará parte da aliança global OneWorld jundo com a Lan. Hoje a Tam faz parte da Star Alliance e a companhia não pode continuar na aliança, já que por ordem da justiça uma empresa do grupo Latam não pode ficar na mesma aliança de uma empresa do grupo AviancaTaca e a Avianca e a Taca entraram na Star Alliance. A Tam continuará na Star Alliance até o segundo semestre de 2014 e os seus clientes continuarão utilizando os benefícios da Star Alliance normalmente. Porém não podem acumular pontos ao voarem na Avianca ou na Taca. Assim que a Tam deixar a StarAlliance, ela entrará na OneWorld e os clientes Tam poderão acumular pontos voando com os membros da OneWorld.
Outra companhia do grupo Latam que também entrará na OneWorld é a filial mais nova do grupo Lan, a Lan Colombia, no último semestre de 2013.
Recentemente a Tam renovou o seu programa de fidelidade, que ganhou uma nova categoria entre o Black e o Vermelho: o Vermelho Plus, passando a contar com cinco categorias.
Com a entrada da Tam na OneWorld, a aliança será a líder na América Latina com Tam, Lan, American Airlines (a companhia com maior número de voos entre os EUA e América Latina) e Iberia (forte presença na América Latina).
Ainda não está certo como ficarão as alianças da Tam após sua entrada na OneWorld, mas espera-se que ela troque os parceiros Star Alliance pelos membros da OneWorld. Veja abaixo como ficaria:
Parceiro StarAlliance Parceria Parceiro OneWorld
Air Canada Voos para o Canadá Talvez via American Airlines
United Voos para EUA American Airlines
Tap, Lufthansa e Swiss Voos dentro da Europa Air Berlin, British Airways e Iberia
Air China e ANA Voos para Japão e China Cathay Pacific e Japan Airlines

Translate

Receber Posts por E-Mail

Sobre Nós

Minha foto
aviacaocomercial.net
O site AviaçãoComercial.net foi criado em agosto de 2009, a partir do site FSDownload.net (lançado em 2004). O site www.aviacaocomercial.net é dedicado a aviação comercial brasileira e mundial, com informações sobre aeronaves, companhias aéreas, dados e etc. O Blog de Notícias se dedica a informar aos visitantes as últimas notícias da aviação comercial brasileira e os principais acontecimentos da aviação comercial mundial.
Visualizar meu perfil completo

Versão Para Celulares

Versão Para Celulares

Notícias Populares

Postagem em destaque

1914-2014: 100 Anos de Aviação Comercial!

No dia 1º de janeiro de 1914 aconteceu o primeiro voo comercial da história. Abram Phell pagou U$400 para fazer a viagem de avião pela St....

Tecnologia do Blogger.