quinta-feira, 28 de abril de 2016

Delta vai adquirir até 125 aeronaves Bombardier C-Series

A Delta anunciou hoje a encomenda de 75 aeronaves Bombardier CS-100 com opção para mais 50 unidades. O acordo também inclui a possibilidade de troca para o modelo maior CS-300. As entregas estão previstas para começarem em 2018.
A encomenda da Delta é um ponto de virada para a Bombardier, que estava com grande dificuldades de encontrar comparadores para a sua nova família de aeronaves C-Series e como consequência está enfrentando dificuldades financeiras. A Bombardier fez uma aposta ousada ao criar os C-Series para competir diretamente com a Boeing e a Airbus no mercado narrow-body (aeronaves de corredor único). Apesar do programa ter alcançado especificações técnicas satisfatórias, a Bombardier não estava conseguindo atrair encomendas diante dos grandes descontos oferecidos pela Boeing e Airbus. A grande encomenda da Delta deve fortalecer a credibilidade da família C-Series e encorajar outras companhias a encomenda-los também. Atualmente a Bombardier conseguiu pouco mais de 300 encomendas para a nova família de jatos e a Swiss será a companhia aérea lançadora.

Latam apresenta a pintura nas aeronaves

A Tam e a Lan apresentaram hoje a nova pintura que une as duas marcas sob o nome Latam. A nova marca começará a ser visível a partir de maio, nos uniformes dos funcionários, placas de sinalização e o novo website (www.latam.com).  A primeira aeronave com a nova pintura será um Boeing 767-300ER (antes com as cores da Tam), que fará o voo inaugural no dia 1 de maio, do Rio de Janeiro para Genebra, para buscar a Tocha Olímpica.
No dia 5 de maio irão decolar os três primeiros voos comerciais das aeronaves com a pintura Latam: São Paulo - Santiago (B767 ex-Tam). Santiago - Lima (A319 ex-Lan) e São Paulo - Brasília (A319 ex-Tam). Também no dia 5 terá início a implementação da marca Latam em 13 dos aeroportos: Santiago, São Paulo, Rio de Janeiro. Brasília, Buenos Aires, Lima, Bogotá, Quito, Miami, Madrid, Guayaquil e Nova York. Ainda nos primeiros dias de maio, será lançado o novo site www.latam.com, disponível em seis idiomas. Outras novidades incluem uma nova revista de bordo e plataforma de conteúdo (Vamos/Latam), além do já existente Latam Entertainment.
A Latam espera que até o final do ano mais de 50 aeronaves já estejam com a marca Latam e que todas aeronaves da frota estejam com a nova marca até 2018. A pintura das aeronaves será de forma gradual, durante a manutenção de rotina das aeronaves.
O primeiro novo destino internacional a ser inaugurado com a nova marca deverá ser a rota São Paulo - Joanesburgo, inicialmente prevista para julho e adiada para novembro deste ano. Serão três frequências semanais com o Boeing 767.
sexta-feira, 8 de abril de 2016

Após 18 anos, Tam encerra operações com o Airbus A330

Nesse mês a Tam encerrou as operações regulares com o Airbus A330-200, após quase 18 anos de operação na companhia. Os últimos destinos regulares serviços por essa aeronave foram México, Assunção e Montevidéu. O A330-200 foi o primeiro wide-body (aeronave de fuselagem larga) operada pela Tam, que foi uma das primeiras companhias aéreas no mundo a operar esse modelo.

Foi em junho de 1997 que a Tam anunciou a encomenda de cinco A330 para inciar a sua expansão internacional. Na época a Tam ainda era uma companhia aérea regional, com uma frota baseada em Fokkers F-27, F-50 e F-100 e cerca de 16% do mercado doméstico. A companhia havia cogitado adquirir aeronaves A310, porém acabou escolhendo a mais recente aeronave Airbus da época. A estratégia da Tam para se consolidar no mercado internacional foi apostar num modelo de última geração com as mais recentes tecnologias da época e oferecer diferenciais no conforto e serviço de bordo em relação aos seus concorrentes. O A330 da Tam inaugurou uma nova era na aviação comercial brasileira, elevando o nível de conforto e serviço em voos internacionais para um novo patamar. Os A330 da Tam trouxeram itens inéditos no mercado brasileiro como telas individuais em todas as classes e assentos que reclinam 180º na classe executiva, até então isso era encontrado apenas na primeira classe. 

Os dois primeiros A330-200, PT-MVA e PT-MVB, chegaram no Brasil em novembro de 1998 e pousaram no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde houve uma grande festa promovida pela Tam. As duas aeronaves inauguraram a tradição de escrever a frase "The magic red carpet" (o mágico tapete vermelho) na parte da frente de todos os wide-bodies da Tam, fazendo referência ao tapete vermelho que era estendido para os passageiros que embarcavam nas aeronaves da companhia. Naquela época os A330-200 da Tam era configurados para 225 assentos, sendo 18 na primeira classe, 36 na executiva e 171 na econômica. Com a introdução dos assentos que reclinam 180º na classe executiva, o número total de assentos diminuiu para 208. A última configuração utilizada pela Tam tinha 223 assentos, sendo 4 na primeira classe, 36 na executiva e 183 na econômica.

A primeira rota do A330 da Tam foi entre São Paulo e Miami ainda em 1998, seguido pela rota São Paulo - Paris em 1999. Em 2001 a Tam iniciou a rota São Paulo - Frankfurt - Zurique, porém ela foi encerrada ainda em 2001, após os atentados terroristas de 11 de setembro. Com a crise no setor, alguns A330 foram alugados para a South African Airways e Etihad, que iniciou operações com os A330 da Tam. Em 2003 a Tam retomou o crescimento no mercado internacional, aumentando as frequências para Miami e Paris. Em 2005 chegou a Nova York, em 2006 a Londres e em 2007 a Milão, Frankfurt novamente e Madrid, todas rotas inauguradas pelo A330-200. Em 2011 a Tam chegou a operar 20 A330 simultaneamente. Mas o reinado do A330 estava chegando ao fim. O segundo wide-body operado pela Tam foi o MD-11, arrendados pela Boeing enquanto os B777 não chegavam, logo seguidos pelos A340-500 oferecidos pela Airbus, em 2007. Em 2008 chegaram os Boeing 767-300, que iriam ficar temporariamente na frota, e os primeiros Boeing 777-300ER, que passou a ser a maior aeronave da frota. O substituto dos Airbus A330-200 seriam os Airbus A350-900, encomendados originalmente em 2007, porém após a fusão com a Lan, em 2012, os planos mudaram. O Boeing 767 foi definido como substituto do A330 até a chegada dos A350. Em 2013 a Tam começou a receber os seminovos Boeing 767-300ER vindos da Lan para substituir os A330. Os B767 começaram a substituir os A330 nas rotas para os EUA (Miami, Nova York e Orlando), depois passaram para Europa, na rota para Madrid. A rota para Milão foi assumida pelo Boeing 787 da Lan e as rotas para Londres, Paris e Frankfurt já estavam sendo servidas apenas pelos B777. Em 2015 as rotas regulares do A330 firam restritas ao México, Montevidéu e Assunção. O último voo regular foi realizado pela aeronave prefixo PT-MVQ, partindo da Cidade do México e chegando em São Paulo no dia 4 de abril de 2016.


quinta-feira, 7 de abril de 2016

Tap será a lançadora do A330neo


Após encomendar 53 novas aeronaves Airbus em novembro do ano passado, incluindo 14 A330-900neo, a Airbus anunciou ontem que a Tap será a primeira companhia aérea no mundo a operar o novo A330neo, no final de 2017. A Tap também será a primeira a operar o novo layout de cabine da Airbus, chamado "Airspace". Os destaques da nova cabine incluem uma nova área de boas vindas, novo sistema de iluminação LED com 16,7 milhões de variações de cores possíveis, maiores bagageiros, novos banheiros e entretenimento e conectividade de última geração.
A Tap também assinou um acordo com a Airbus para atualizar as cabines de seus atuais A330 e Família A320. O retrofit nos A330 inclui novos assentos na classe executiva e novo sistema de entretenimento, enquanto na Família A320 apenas novos assentos. O programa de retrofit da frota está prevista para começar no 3º trimestre de 2016 para a Família A320 e no 1º trimestre de 2017 para os A330 e deverá ser concluído até o final de 2017.
A Tap foi vendida para o consórcio formado por David Neeleman e Humberto Pedrosa, que ficou com 61% da empresa. Porém o governo de Portugal comprou novamente 50% da Tap e o consórcio privado ficou com 45%. Em março a Azul anunciou um investimento de US$ 100 milhões na Tap, o que dará o direito da Azul deter cerca 40% da companhia. O investimento decorre do acordo com a HNA Group em novembro de 2015, quando o grupo chinês se tornou acionista da Azul.
Segundo o consórcio, as mudanças na composição acionária da Tap não alteram o plano de expansão da companhia, que já anunciou o aumento de voos para Nova York, o inicio de voos para Boston, o corte de 11 frequências para o Brasil e um acordo de code-share amplo com a JetBlue. A Tap também já começou a instalar Sharklets na sua frota de A320 e a receber os ATR-72-600 e Embraer E-190 provenientes da Azul.
quarta-feira, 6 de abril de 2016

Alaska compra Virgin America

A Alaska Airlines anunciou ontem a compra da Virgin America por US$2,6 bilhões. Os rumores da venda da Virgin America já vinham ganhando força há algum tempo e a JetBlue era outra candidata forte para comprar a empresa.
Após a onda de fusões no setor, o mercado de aviação comercial dos EUA ficou concentrado nas três gigantes American, Delta e United. Juntas, a Alaska e a Virgin terão cerca de 280 e mais fôlego para competir com as gigantes. Porém a integração pode não ser tão simples. A Alaska usa uma frota de Boeings 737, enquanto a Virgin usa aeronaves da Família A320. A Alaska Airlines é uma companhia tradicional, mais próxima do estilo das gigantes. Já a Virgin America é mais nova e tem um espirito mais jovem, com aeronaves equipadas com sistema de entretenimento moderno, mood lighting e serviço de bordo premiado.
Apesar disso a Alaska não tem pressa. A empresa espera que a fusão só seja completada em 2017 e por enquanto as duas marcas vão continuar operando separadamente.

Translate

Receber Posts por E-Mail

Sobre Nós

Minha foto
aviacaocomercial.net
O site AviaçãoComercial.net foi criado em agosto de 2009, a partir do site FSDownload.net (lançado em 2004). O site www.aviacaocomercial.net é dedicado a aviação comercial brasileira e mundial, com informações sobre aeronaves, companhias aéreas, dados e etc. O Blog de Notícias se dedica a informar aos visitantes as últimas notícias da aviação comercial brasileira e os principais acontecimentos da aviação comercial mundial.
Visualizar meu perfil completo

Versão Para Celulares

Versão Para Celulares

Notícias Populares

Postagem em destaque

1914-2014: 100 Anos de Aviação Comercial!

No dia 1º de janeiro de 1914 aconteceu o primeiro voo comercial da história. Abram Phell pagou U$400 para fazer a viagem de avião pela St....

Tecnologia do Blogger.