quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Participação no Mercado em 2016

Em 2016 tanto mercado nacional quanto o internacional apresentaram queda na demanda de passageiros. No mercado nacional a Gol apareceu na liderança no ano pela primeira vez (em RPK), deixando a Latam como segunda colocada pela primeira vez desde 2003. Porém a ultrapassagem aconteceu porque a Latam obteve uma redução maior no número de passageiros transportados do que a Gol. Das principais companhias, a única que aumentou a oferta foi a Avianca.
Já no mercado internacional, o mercado entre o Brasil e os Estados Unidos foi o que mais sofreu com a crise econômica, apresentando a maior queda de demanda. O mercado entre o Brasil e Europa apresentou uma queda bem mais modesta, enquanto a demanda entre o Brasil e a América Latina aumentou.

Participação no mercado 2016
Empresa Milhões de passageiros (RPK) Ocupação das aeronaves Participação no mercado Crescimento 2016x2015
Mercado nacional
Gol                          32,03 78% 35,98% -5,52%
Latam Brasil                          30,93 82% 34,75% -10,67%
Azul                          15,18 78% 17,05% -5,32%
Avianca                          10,20 84% 11,46% 14,50%
Passaredo                            0,57 69% 0,64% -24,42%
outras                            0,10 58% 0,12% -
Total                          89,01 80% 100% -5,68%
Mercado internacional
Latam Brasil                          25,21 85,29% 20,47% -3,10%
American Airlines                          10,19 75,22% 8,28% -18,58%
Air France/KLM                          10,15 86,74% 8,24% -2,81%
Tap                            9,74 81,93% 7,91% 1,14%
Grupo Lufthansa                            6,34 80,69% 5,15% -7,43%
Grupo IAG                            6,25 82,60% 5,07% -22,37%
Emirates                            5,56 72,59% 4,52% -1,38%
United                            5,32 82,65% 4,32% -2,75%
Copa                            4,58 83,10% 3,72% -3,54%
Latam Airlines                            4,04 83,19% 3,28% 14,37%
Gol                            3,60 74,56% 2,92% -20,01%
Azul                            2,87 87,49% 2,33% 10,74%
outras                          29,32 81,05% 23,80% -6,86%
Total                        123,17 81,64% 100% -3,72%

LATAM Brasil: A Latam registrou a segunda maior queda na oferta e na demanda de passageiros no mercado nacional, entre as principais empresas. Por outro lado, a empresa conseguiu manter a sua meta de ter uma ocupação superior a 80%. Durante o ano de 2016 a Latam recebeu novos A321 e o seu primeiro A320neo, que substituíram alguns A320. Para 2017 a Latam aposta em um novo modelo de tarifas, cobrando separadamente por serviços adicionais (como refeição, mais espaço, bagagem, etc) e conseguindo assim oferecer tarifas ainda mais baixas. A empresa calcula que poderá oferecer tarifas até 20% mais baixas do as atuais e espera que isso gere um aumento no volume de passageiros de 50% até 2020.
No mercado internacional, a Latam inaugurou a rota São Paulo - Joanesburgo e recebeu mais cinco A350-900. Em 2016 companhia reduziu bastante a oferta de assentos para os EUA, mas apresentou um leve aumento na oferta de assentos para a Europa e aumentou a oferta também para a América Latina. Pela primeira vez a Latam lidera o número de passageiros-quilômetros (RPK) entre o Brasil e a Europa.

GOL: Em 2016 a Gol reduziu a oferta de assentos menos do que a média do mercado e ganhou participação. A companhia aparece pela primeira vez como líder no mercado nacional no ano. Por outro lado a Gol apresentou forte queda na demanda de passageiros no mercado internacional, numa combinação do fim dos voos para os EUA e corte de outros destinos no Caribe. A Gol também apresenta uma ocupação das aeronaves abaixo da média do mercado, tando no nacional quanto no internacional. Durante 2016 a companhia fez mudanças nos produtos oferecidos, lançando a Gol Premium e ampliando o Espaço +.

AZUL: Em 2016 a Azul apresentou o seu primeiro ano com queda na oferta de assentos e na demanda de passageiros no mercado nacional. A frota diminuiu depois que a empresa repassou algumas aeronaves para a Tap, ajudando a Azul a reduzir a oferta de assentos. Em abril a companhia recebeu o seu primeiro A320neo. A nova aeronave faz parte do plano da empresa de competir diretamente com a Gol e Latam em rotas nacionais entre os grandes centros.
Já no mercado internacional, a Azul apresentou crescimento, apesar de ter reduzido a oferta com o corte de voos partindo de Belo Horizonte. Em 2016 Azul apostou em rotas na América do Sul, iniciando voos para Montevidéu, Punta del Este (irregular) e Cayenne. A companhia também tem planos de iniciar voos para Santa Cruz de la Sierra e Buenos Aires. Outra coisa que ajudou a aumentar a oferta no mercado internacional foi o code-share com a Tap e os voos entre Campinas e Lisboa.

AVIANCA Brasil: A Avianca foi novamente a companhia que mais cresceu no mercado nacional, alcançando 11,4% de participação. A companhia ampliou a frota com o recebimento de dois A320 e o seu primeiro A320neo. Apesar de aumentar a oferta de assentos enquanto todas estão reduzindo, a Avianca continua tendo a melhor ocupação entre as companhias aéreas brasileiras, com 83,9%.
No mercado internacional, a Avianca continua apenas com a rota Fortaleza - Bogotá, mas vem ampliando o número de acordos com companhias aéreas parceiras.

Companhias estrangeiras: A crise econômica no Brasil afetou em cheio o mercado entre o Brasil e os EUA, que foi de longe o que mais reduziu a oferta de assentos e a demanda de passageiros. Apesar de ter tido uma quena na demanda, a líder, American Airlines, ampliou a sua participação graças a grande redução da segunda colocada Latam. Já no mercado entre Brasil e Europa, a Latam apresentou um pequeno aumento na demanda e chegou a liderança, pela primeira vez, graças a uma queda na demanda da Air France-KLM. Após apresentar uma queda em 2015, a Tap obteve um aumento na demanda em 2016, mas não foi o suficiente para ultrapassar a Air France-KLM. Dentre as europeias, o Grupo IAG apresentou a maior queda na oferta de assentos e na demanda de passageiros, causado principalmente pela redução na oferta por parte da British.




0 comentários:

Translate

Receber Posts por E-Mail

Sobre Nós

Minha foto
aviacaocomercial.net
O site AviaçãoComercial.net foi criado em agosto de 2009, a partir do site FSDownload.net (lançado em 2004). O site www.aviacaocomercial.net é dedicado a aviação comercial brasileira e mundial, com informações sobre aeronaves, companhias aéreas, dados e etc. O Blog de Notícias se dedica a informar aos visitantes as últimas notícias da aviação comercial brasileira e os principais acontecimentos da aviação comercial mundial.
Visualizar meu perfil completo

Versão Para Celulares

Versão Para Celulares

Notícias Populares

Postagem em destaque

1914-2014: 100 Anos de Aviação Comercial!

No dia 1º de janeiro de 1914 aconteceu o primeiro voo comercial da história. Abram Phell pagou U$400 para fazer a viagem de avião pela St....

Tecnologia do Blogger.